...

Representar as pessoas e fortalecer as organizações sociais.

...

...

...

...

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Ivo Fiorotti toma posse para terceiro mandato

No último domingo, 1º de janeiro, o vereador Ivo Fiorotti (PT) tomou posse junto aos demais 20 vereadores eleitos para a 17ª Legislatura (2017-2020) da Câmara Municipal de Canoas. A cerimônia foi realizada no Salão de Atos do Unilasalle, que também deu posse ao prefeito Luiz Carlos Busato e a vice-prefeita Gisele Uequed. Será o terceiro mandato consecutivo do parlamentar, que tem como lema “Representar as Pessoas e Fortalecer as Organizações Sociais”.
Conforme Fiorotti, fiscalizar as ações do Executivo será a prioridade do mandato. “Tivemos dois mandatos sendo base do governo Jairo Jorge e Beth Colombo. Contribuímos em muitas conquistas nos últimos 8 anos e agora teremos a responsabilidade de fiscalizar todas as ações para que a população canoense não seja prejudicada”, salientou.
A bancada do Partido dos Trabalhadores (PT) conta com os seguintes parlamentares: Emílio Neto, Ivo Fiorotti, Maria Eunice e Paulinho de Odé.

No mês de janeiro, o gabinete estará funcionando em regime de plantão para atender a comunidade. Em fevereiro os atendimentos voltam ao normal, assim como as sessões ordinárias nas terças e quintas.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Praça denominada Coronel Alfeu de Alcântara Monteiro recebe busto do homenageado

Na última sexta-feira de 2016, mais um espaço público de Canoas foi denominado. A praça localizada junto ao viaduto da BR-116, na Avenida Getúlio Vargas, Bairro Niterói, no acesso a Canoas, sentido Porto Alegre-interior, passou a se chamar Alfeu de Alcântara Monteiro. O projeto de lei é de autoria do vereador Ivo Fiorotti, que foi aprovado em sessão na Câmara Municipal de Canoas em junho de 2015. O espaço que antes de ser revitalizado pela gestão de Jairo Jorge e Beth Colombo era usado como depósito irregular de lixo, agora também conta com o busto do homenageado e uma placa.
Por motivos de saúde, Fiorotti não pode participar do evento, mas estavam representando o mandato, a chefe de gabinete Vani Piovesan e as assessoras Rosa Marcella e Magda Silva.
Durante a cerimônia, o tenente-coronel Avelino Jost, 90 anos, última pessoa a manter contato com Alfeu antes do assassinato dele, contou como foram os últimos momentos do colega e disse que é testemunha de processo que ainda está em andamento.
Alerta
O presidente do Movimento de Justiça e Direitos Humanos, Jair Krischke, agradeceu a Ivo Fiorotti pela iniciativa e à equipe da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, que viabilizou a homenagem. Krischke afirmou que a memória é fundamental no momento que o Brasil atravessa, reforçando que o ato deve servir de alerta e marcar a memória de todos os brasileiros.
O prefeito Jairo Jorge fez uma homenagem a Jair Krischke, por considerá-lo um exemplo de luta corajosa pelos direitos humanos, e a todos que lutaram contra a ditadura. Disse que é necessário recompor a memória e não permitir que os jovens que usufruíram da democracia não sejam porta-vozes dos que defendem a ditadura. "Construímos este ícone para mostrar o exemplo de toda a estupidez e a barbárie que representa a ditadura", concluiu.
Manifestaram-se também o secretário do Meio Ambiente, Carlos Todeschini, e o presidente da Associação dos Ex-presos e Perseguidos Políticos do RS, capitão José Wilson da Silva.
História

Gaúcho de Itaqui, o militar da Força Aérea Brasileira Alfeu de Alcântara Monteiro foi o primeiro militar morto em defesa da democracia no Brasil, vítima do golpe de estado de 1964. Ele foi assassinado três dias após o golpe militar que derrubou o presidente João Goulart.
Monteiro levou seis tiros de outro oficial quando chegava à 5ª Zona Aérea de Canoas (atual Ala III da Aeronáutica). Ele era nacionalista e defensor dos direitos e garantias constitucionais. Engajou-se na linha de frente do movimento pela legalidade que o governador gaúcho Leonel Brizola e o comandante do III Exército, general Machado Lopes, encabeçaram em Porto Alegre contra a tentativa de golpe militar em 1961.
O tenente-coronel foi um dos responsáveis por impedir que os aviões decolassem de Canoas para bombardear o Palácio Piratini, sede da resistência legalista, desobedecendo a ordens expressas emitidas por autoridades militares superiores. 

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Ivo Fiorotti prestigia a inauguração do Hangar Cultural Oli Borges Flores

O Líder de Governo, vereador Ivo Fiorotti, participou na última segunda-feira, 19 de dezembro, da inauguração do Hangar Cultural Oli Borges Flores. A solenidade aconteceu no espaço, que é localizado na Estrada do Nazário, 3150, no bairro Guajuviras. Para Fiorotti, o espaço é de extrema importância para a comunidade. “Aqui poderão ser realizadas diversas atividades e manifestações culturais, que sempre foram valorizadas pelo nosso companheiro Oli. É muito gratificante poder participar deste momento tão importante para o bairro Guajuviras”, destacou.
O Hangar Cultural de Canoas é um espaço multiuso e diferenciado, para as mais variadas expressões culturais, oportunizando para a população o acesso à cultura. O local com 440 metros quadrados de área construída, conta com Telecentro, administração, biblioteca, oficinas, copa, saguão, camarins, depósito, circulação e sanitários. 
Na abertura do evento, o Grupo do Terno de Reis da Santo Operário, fundado por Oli Borges Flores, fez uma apresentação inicial.
Para o prefeito Jairo Jorge, o Hangar Cultural representa a integração da arte, por meio de diversas manifestações culturais, como dança, música e teatro. ''Um espaço aberto e integrado que conecta as pessoas através da cultura". Segundo Jairo Jorge ,esta é a obra 823 da Prefeitura de Canoas, e o valor de investimento, com recurso do Banco de Desenvolvimento da América Latinas (CAF), foi de R$ 1,4 milhão. O projeto cultural prevê mais três na cidade. Para Jairo Jorge, a semente foi plantada. ''Agora espera-se que os novos gestores possam dar continuidade à proposição''.

Homenagem póstuma
A filha de Oli Flores, Raquel Flores, que recebeu do prefeito as homenagens em nome do pai, relatou a trajetória dele. Oli Flores nasceu em 1957, em Barros Cassal, vindo para Canoas, em 1975. Sua história foi marcada pela determinação, sabedoria e luta em prol das causas sociais, moradia digna, reforma agrária e regularização fundiária. Foi membro do Sindicato dos Metalúrgicos de Canoas e Nova Santa Rita e, de 2001 a 2004, assumiu como vereador da cidade. Fundou o Terno de Reis Santo Operário na década de 90. Em 2009, coordenou as Relações Comunitárias na cidade. Logo após, assumiu a diretoria da Secretaria de Relações Institucionais. Afastou-se de suas atividades em maio de 2015. No dia 17 de outubro de 2016, aos 59 anos, Oli se despediu deste plano, após uma luta de 1 ano e 5 meses contra o câncer.

Concurso Nacional
Com o propósito de envolver a sociedade na iniciativa, a Prefeitura realizou o Concurso Nacional de Arquitetura para elaboração do projeto arquitetônico de quatro hangares culturais. De acordo com a vencedora do concurso, Sylvia Moreira, que esteve na solenidade, a construção do projeto baseou-se na ideia de um espaço para diversas manifestações culturais e que estivesse relacionado com Canoas. "O Hangar remete a novas possibilidades nas mais variadas formas de fazer arte, aproximando a comunidade da cultura. E se população tem a oportunidade de apropriar-se desses espaços, ela também cuida", declarou a arquiteta gaúcha e radicada em São Paulo.


Grafite
Foram seis propostas artísticas selecionadas, por meio de edital, que estão sendo aplicadas em cada um dos seis módulos que compõem as fachadas laterais do complexo cultural, compostas por chapas em aço galvanizado. Cada grafiteiro selecionado usou um tema estabelecendo uma relação com a identidade plástica de Canoas: Boneco de Pano (personagem em movimento), Mandala, Bonecas, Ícones de Canoas (Avião, BR-116, Praia do Paquetá e o trem), Quem Planta Amor Colhe Vida e o Menino Sonhador.


Encerramento
Após o descerramento da placa do espaço cultural, o Grupo Canoas Coletivo de Dança apresentou-se com a coreografia relacionada ao Natal, e depois a dança do Grupo de Capoeira de Angola do Bairro Guajuviras, comandada pelo Mestre Dindo.


Presenças
Participaram do evento também a vice-prefeita Beth Colombo, o secretário municipal da Cultura, Luciano Alabarse; representante da Empresa Fator Engenharia, Hed Wobeto; representantes da família do Oli Borges Flores, setoriais da cultura e público em geral.


Serviço
Funcionamento: das 9 às 18h, de segunda a sexta-feira
Neste momento estão disponíveis o Telecentro, Sala de Leitura e Espaço Multiuso.
E-mail de contato: jaqueline.padilha@canoas.rs.gov.br

Com informações: Alessandra Obem/Prefeitura Municipal de Canoas
Foto: Tony Capelão


segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Em última sessão ordinária na Câmara Municipal de Canoas, 6 projetos do Executivo são aprovados

Na última quinta-feira, 15 de dezembro, a Câmara Municipal de Canoas realizou a última sessão ordinária do ano, tendo início o recesso parlamentar. Na ocasião, ocorreu a aprovação de seis projetos de lei de autoria do Executivo, que foram defendidos pelo Líder de Governo, vereador Ivo Fiorotti. Entre eles, os que dispõem sobre o estacionamento rotativo pago, remoção de veículos abandonados e criação da Junta Administrativa de Recursos de Infrações de Transportes (JARIT). Fiorotti relatou sobre sua experiência na liderança do Governo. “Aproveito o momento para agradecer aos demais colegas pela atenção dada para as matérias que tramitavam nesta Casa. Foram em torno de 160 projetos discutidos em dois anos de liderança”, destacou.

Projetos aprovados

PL 44/2016 – Institui a Rede de Equipamentos Culturais (espaços públicos destinados à promoção da cultura, fomento e circulação artística). Compõem a Rede: Casa das Artes Villa Mimosa; Parque dos Rosa; Estação Férrea; Hangar Cultural Oli Borges; Complexo Cultural e Esportivo Mahatma Gandhi; Complexo Cultural e Esportivo Nelson Mandela; Complexo Cultural e Esportivo Martin Luther King e Sistema de Bibliotecas do Município. Segundo o Executivo, a iniciativa se soma ao Sistema Municipal de Cultura de Canoas, "fortalecendo o pleno exercício dos direitos culturais e o acesso às fontes de cultura, apoiando e incentivando a valorização e a difusão das manifestações culturais".
PL 45/2016 – Cria a Junta Administrativa de Recursos de Infrações de Transportes (JARIT), órgão colegiado responsável pelo julgamento dos recursos interpostos contra as penalidades impostas pela Diretoria de Transportes da Secretaria Municipal de Transportes e Mobilidade (SMTM), conforme legislação em vigor, relativas ao transporte de passageiros individual e coletivo, permitido ou autorizado. A JARIT foi, originalmente, instituída pela Lei nº 4.979, de 6 de maio de 2005, e apresenta na sua atual composição nove integrantes, oriundos da administração municipal e de entidades sociais. O Executivo alega que o órgão, desde a sua formação, desenvolveu os trabalhos de forma precária, o que levou ao acúmulo considerável de processos não julgados, levando até a atual inativação da Junta e o consequente término dos mandatos de seus membros. O objetivo da proposta, conforme o Executivo, é "garantir o contraditório e a ampla defesa aos atuados e, sobretudo, dar eficiência e celeridade ao andamento dos processos". O texto altera a composição para cinco membros e um secretário.
PL 46/2016 – Altera a Lei 4854, de 23 de dezembro de 2003, que cria o Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional de Canoas (CONSEAN). O projeto busca a atualização da lei, sancionada em 2003, no que diz respeito à sua composição, visto que alguns representantes da sociedade civil não têm comparecido às sessões, segundo o Executivo. Também houve atualização da nomenclatura das secretarias com assento no Conselho, atendendo a atual estrutura administrativa.  
PL 47/2016 – Dispõe sobre o estacionamento rotativo pago nas vias e logradouros do município, revogando a Lei nº 5.504, de 17 de maio de 2010, que tratava sobre o tema. O texto adequa a legislação diante das inovações tecnológicas, uma vez que a empresa terceirizada responsável pela administração do estacionamento rotativo desenvolveu um aplicativo (APP) de compra de ticket virtual, acessível por qualquer usuário que tenha tablet ou smartphone, e que, em breve, será disponibilizado em Canoas. A lei sancionada em 2010 não previa outros meios de aquisição de comprovante de tempo de estacionamento além dos talões ou tickets adquiridos junto aos monitores ou parquímetros. Fica estipulado o período de tolerância de 10 minutos para utilização da vaga sem a cobrança de valores.
PL 48/2016 – Dispõe sobre a remoção de veículos irrecuperáveis (sucatas/carcaças) e de veículos abandonados em logradouros públicos do município. Na justificativa do projeto, o Executivo alerta para o elevado número de veículos irrecuperáveis e abandonados em vias públicas, muitos degradados, com vidros quebrados e com água parada, tornando-se ambiente propício à proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da zika vírus, chikungunya e da dengue. "Cabe ressaltar que muitos desses veículos servem de espaço para consumo de drogas e de esconderijo para assaltantes que cometem roubos a pedestres. Desta forma, o projeto de lei, além de regrar a remoção de veículos irrecuperáveis (sucatas/carcaças) e de veículos abandonados em logradouros públicos, também tem ação direta nas áreas de segurança e saúde", diz o texto.

PL 51/2016 – Denomina a Rua Juares Ferreira Alves, antiga Rua B do Loteamento Rio Gravataí, no bairro Niterói. A via tem início na Rua Itamar de Mattos Maia, no sentido Noroeste-Sudeste, na extensão de 108 metros, até a Rua C do Loteamento Rio Gravataí. A escolha do nome presta homenagem ao trabalho desenvolvido em Canoas por Juares Ferreira Alves, líder comunitário.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Ivo Fiorotti participa da entrega de pavimentação de ruas no Guajuviras

Na última sexta-feira (09), o Líder de Governo, vereador Ivo Fiorotti, esteve no ato de entrega das obras de pavimentação de 11 ruas na Vila São José, no bairro Guajuviras. Conforme Fiorotti, o momento é de alegria para toda comunidade. “O asfalto melhora a qualidade de vida de toda a comunidade, que deixa de ficar comendo pó e pisando no barro nos dias de chuva. É uma conquista de todos, que acreditaram nesta administração”, destacou.
O ato foi realizado na esquina das ruas Santiago Boqueirão com Senador Darci Ribeiro. Desde 2009, a Prefeitura Municipal de Canoas pavimentou um total de 444 trechos de ruas, totalizando 113,4 km, somando um investimento de R$ 83,1 milhões.
Ao lado de lideranças e moradores históricos daquela Região, o prefeito Jairo Jorge observou que a união e organização é mérito da comunidade. "A administração anterior fez 12 km de pavimentação. Nós estamos entregando 113 km. E não foi o prefeito que escolheu quais as ruas calçar, foi a população que participou e decidiu. Eu morei em uma rua de chão batido, eu sei o que é isso. Convido vocês a irem no fundo da Mathias, na Santo Operário, no Elo Perdido, no João de Barro. Nestes locais, não há uma rua sem asfalto", observou.
De acordo com o secretário-adjunto de Relações Institucionais, Célio Piovesan, a organização popular, a partir do Orçamento Participativo, como uma forma diferente e transformadora de governar teve um papel importante nesse processo. "Essa ferramenta de gestão ensina as pessoas a serem mais cidadãos, a serem cidadãos por completo, incluindo abrir mão de interesses individuais em benefício de todos", relatou.

Usina de asfalto


Nesta semana, também ocorreu a licitação para a aquisição de equipamentos para a Usina de Asfalto.  

Saiba mais

Obra: Conjunto de 11 ruas pavimentadas na São José, bairro Guajuviras
Investimento R$ 1.604.080,00
Recurso: CAF e OP
Empresa: R. Schaeffer Construções LTDA. Contrato vigente de 2011 a 2016.
Demanda votada OP 2014 / 2015: pavimentação das ruas Euzébio da Silva Rocha, 24 de Agosto, Valdomiro Prestes e Monte Claro na Vila São José

domingo, 11 de dezembro de 2016

Bebeto Azevedo recebe título de Cidadão Canoense na Câmara Municipal de Canoas

A Câmara Municipal de Canoas, através do requerimento do vereador Paulinho de Odé (PT), realizou na sessão da última quinta-feira, 08 de dezembro, a entrega do Título de Cidadão Canoense ao Dr. Carlos Alberto Azevedo, o Bebeto Azevedo. Para o Líder de Governo, vereador Ivo Fiorotti (PT), a homenagem é mais que merecida. "Bebeto sempre desempenhou um trabalho muito importante na saúde comunitária e na cultura de nossa cidade ao lado de Laney Langaro", destacou.
O homenageado falou sobre a escolha por Canoas para seguir sua vida. "Não podemos escolher o local onde vamos nascer, mas podemos escolher o local onde iremos viver. Há 16 anos, Laney e eu escolhemos Canoas. Sinto que a cidade me abraça e o melhor lugar no mundo é dentro de um abraço", declarou. 
Bebeto é médico pediatra e colunista social. É natural de Santo Ângelo, no interior do Rio Grande do Sul. É especialista em pediatria social no Centro de Pesquisa e Assistência Integrada A Mulher e A Criança (CPAIMC), no Rio de Janeiro, onde ele abriu as portas para o serviço comunitário, sua grande paixão e foco de trabalho. Através do CPAIMC, entre 1986 e 1987, exerceu a medicina nas favelas do Rio de Janeiro, atendendo em regiões de agravos sociais importantes, onde as condições de higiene e saneamento eram precários e a população não tinha renda fixa. Trabalhou em diversas clínicas, sindicatos da região metropolitana de Porto Alegre. Atuou por muito tempo na prefeitura de Esteio e manteve consultório naquele município. 
Atualmente trabalha na Prefeitura Municipal de Canoas, atuando como coordenador do Programa Primeira Infância Melhor (PIM). “O trabalho social alia o conhecimento técnico que temos com o olhar social e humano para poder atender e auxiliar as famílias”, enfatiza. Com o objetivo de estimular as famílias com gestantes e/ou crianças de 0 a 6 anos a teram cuidados integrais na saúde, educação, estimulação e cidadania, o PIM é intersetorial e desenvolvido em ações conjuntas das secretarias da Saúde, Educação e Desenvolvimento Social.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Ivo Fiorotti prestigia a entrega de mais 511 termos de legitimação de posse na Vila Santo Operário

O Líder de Governo, vereador Ivo Fiorotti, participou na tarde desta quinta-feira, 1º de dezembro, da entrega de 511 termos de legitimação de posse aos moradores da Vila Santo Operário, no bairro Harmonia. O ato ocorreu no Salão da Comunidade Perpétuo Socorro, também na região. Na ocasião, ainda durante a abertura dos trabalhos, o prefeito Jairo Jorge pediu 1 minuto de silêncio em memória às dezenas de vítimas da queda do avião com a equipe da Chapecoense, ocorrida na última terça-feira, 29 de novembro, na Colômbia.
Com a tarefa de representar os moradores que iriam receber o termo de legitimação de posse, o microempresário Darci Machado Dias manifestou sua satisfação. "A escritura é muito importante para nós, que moramos nesse lote", declarou. Residente no bairro há 16 anos, ele nunca foi proprietário antes de residir ali. "Agora somos donos de nossa propriedade", comemorou.
Em sua fala, Ivo Fiorotti fez referência ao Irmão Antônio Cechim, que teve um papel destacado na organização dos moradores, desde o primeiro período da ocupação daquele loteamento. O vereador citou as várias conquistas daquela comunidade, por meio do Orçamento Participativo. "Aqui houve muitos desafios para garantir esses avanços. Não só aqui, mas em toda a cidade. Aqui, estamos vivendo um momento histórico."
O prefeito Jairo Jorge elogiou o longo e rigoroso trabalho da equipe da secretaria Municipal de Habitação, para garantir o documento de posse aos moradores e observou sua importância. "Poucas cidades no Brasil estão fazendo o que nós estamos fazendo. Esse documento é uma segurança para vocês. Esse documento é absoluto, ninguém mais pode mudar isso", lembrou.
Ele também fez um rápido balanço de suas realizações em suas duas gestões na cidade. Entre as mais de 800 obras que serão deixadas por seu governo, Jairo Jorge destacou a pavimentação de mais de 430 ruas, o fechamento da Vala do Leão, e a inauguração do ginásio e ampliação de salas de aula na Escola João Paulo I.
O secretário adjunto de Relações Institucionais, Célio Piovesan, lembrou o líder comunitário local e ex-coordenador de Relações Comunitárias, Oli Borges Flores. "Foi um grande lutador de nossa cidade, que nos deu uma lição de fé, que é possível resolver os problemas das pessoas, por meio da organização", destacou.
A secretária de Desenvolvimento Urbano e habitação, Joceane Gasparetto, agradeceu sua equipe e aos parceiros no trabalho pela regularização fundiária na cidade, como a UniRitter e o Cartório de Registro de Imóveis, representado no ato por Luana Parizi. "O sonho não é só da comunidade Santo Operário, o sonho também é nosso. Canoas está sendo pioneira na regularização fundiária. E esta área foi a mais complexa para nós", observou.

Também participaram do evento a vice-prefeita, Beth Colombo e a delegada do Orçamento Participativo, Maria Odete da Silva.

Saiba mais
O loteamento Santo Operário é uma área particular, ocupada desde 1979, contando com 3.333 lotes. O procedimento adotado para regularização fundiária foi a demarcação urbanística, cujo documento aos moradores é a legitimação de posse. Essa legitimação é averbada na matrícula do imóvel, trazendo todas as garantias ao direito de posse, sendo que cinco anos após o registro é possível sua conversão em propriedade, diretamente no Cartório de Registros de Imóveis. No loteamento, foram executadas obras de infraestrutura com recurso do governo federal - PAC (rede de esgoto, drenagem, terraplanagem, pavimentação e praça).

Investimento
500 legitimações: R$ 119.500,00
Referência: Lei 5495/2010 - Canoas Minha Terra
Empresa Contratada: Aerogeo, Aerofotogrametria, Geoprocessamento e Engenharia Ltda., UniRitter Laureate International Universities.
Ordem de Início de Serviço: 01/01/2013.
Instrumento jurídico: Demarcação Urbanística.


Lotes encaminhados para escrituta: 12.853

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

AES Sul atende reivindicação de moradores da Vila Bom Sucesso através de solicitação do vereador Ivo Fiorotti

Na última semana, após inúmeras reivindicações da Associação de Moradores do Loteamento Ludwig (AMOLL), na Vila Bom Sucesso, no bairro Mathias Velho, a AES Sul resolveu o problema de energia elétrica na região. Os moradores da rua Santos Dias da Silva, procuraram o gabinete do vereador Ivo Fiorotti, para relatar os inúmeros problemas que vinham sendo causados na rede de energia.

A AES Sul realizou a troca da rede de energia elétrica e de quatro postes na Rua Santos Dias da Silva, na Vila Bom Sucesso, no bairro Mathias Velho. Conforme o presidente da associação, Adão Flores, diariamente a comunidade sofria com a falta de luz acarretada pelo curto nos fios. “Pelo menos umas três vezes na semana pegava fogo nos fios e ficávamos horas sem energia. Fomos na sede da AES Sul em Canoas e pedimos a ajuda do vereador Ivo Fiorotti para que o problema fosse resolvido”, acrescenta.

sábado, 26 de novembro de 2016

Câmara aprova criação de conselhos para políticas culturais e patrimônio cultural de Canoas

A Câmara Municipal de Canoas aprovou na sessão desta quinta-feira, 24 de novembro, dois projetos de lei, de autoria do Executivo, que tratam da criação do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Canoas (CMPCC) e do Conselho do Patrimônio Cultural de Canoas (COPACC). O Líder do Governo na Câmara, o vereador Ivo Fiorotti (PT), afirmou durante a votação, que as duas proposições resultam de um longo debate com a sociedade. O parlamentar destacou que elas são importantes para o acesso aos recursos na área da cultura no âmbito federal e estadual.
PL 31/2016 – Cria o Conselho Municipal de Políticas Culturais de Canoas. O CMPCC será o órgão que institucionalizará a relação entre a administração municipal e os setores da sociedade civil ligados à área, participando do planejamento, elaboração e acompanhamento das políticas culturais de Canoas. Estará vinculado à estrutura da administração municipal, por intermédio da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), com base na Lei Orgânica Municipal e fundamentada na Lei nº 5.661, de 4 de janeiro de 2012, que institui o Sistema Municipal de Cultura de Canoas. Será composto por representantes de diversos segmentos culturais, instituições ligadas à produção cultural, respeitando o mínimo de dois terços de representantes da sociedade civil para um terço do Poder Executivo. "Com a instituição do CMPCC, serão atendidas as exigências do Ministério da Cultura, de promover a articulação e o debate com base nas contribuições realizadas pelos colegiados setoriais, a partir das orientações e diretrizes formuladas nas Conferências Municipais de Cultura, em constante interação com o Plano Nacional e Estadual de Cultura", diz a justificativa do projeto.
PL 32/2016 – Cria o Conselho do Patrimônio Cultural de Canoas (COPACC), órgão colegiado de caráter consultivo e deliberativo, encarregado de representar a comunidade e assessorar o poder público municipal em todos os assuntos relacionados com o patrimônio cultural. Serão 12 membros designados pelo chefe do Executivo: quatro representantes do município e oito da sociedade civil. Segundo a justificativa da proposta, o objetivo é instituir diretrizes de valorização e preservação do patrimônio cultural (histórico, artístico, arqueológico, arquitetônico, documental, museológico, paisagístico, ambiental, dentre outros). "Serão atendidas as exigências do Ministério da Cultura com o propósito de promover a articulação e o debate. Além de incentivar a participação da sociedade civil na elaboração de suas políticas públicas, consolidando a ampla participação dos profissionais das diversas áreas da cultura, em especial no que tange ao Patrimônio Cultural Imaterial, transmitido de geração a geração".

Fonte: Carina Jung/Câmara Municipal de Canoas

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Ivo Fiorotti prestigia a escolha da Mais Bela Comunitária de Canoas

No último domingo, 13 de novembro, o vereador Ivo Fiorotti, esteve na escolha da Mais Bela Comunitária de Canoas 2016. O evento promovido pela União das Associações de Moradores de Canoas (UAMCA) garantiu a vitória de Stefani Vaz, da Associação de Moradores Fernando Ferrari (AMOFER). Fiorotti parabenizou a vencedora. “Agora é foco e determinação para representar nossa cidade na escolha estadual, em Bento Gonçalves”, relatou.

Participaram do concurso: Alane Silva, da Associação de Moradores do Loteamento Ludwig (AMOLL); Angélica Ferraz, da Associação de Moradores do Jardim Atlântico (AMJA); Caroline Costa, da Associação de Moradores do Jardim Atlântico (AMJA); Érika Pereira, da Associação de Moradores da Vila União dos Operários (AMVUO); e Maria Gabriela Fagundes, da Associação de Moradores da Vila São Vicente (ASMOVIS).